O que caras ler

Trancado no banheiro e chorando; não aguento mais.

2020.10.29 23:08 HeinariTaini Trancado no banheiro e chorando; não aguento mais.

Não aguento mais minha irmã me humilhando todo santo dia; me xinga, grita comigo, joga minha comida para os cachorros, me desrrespeita de várias formas. Queria estudar pra concurso pra poder me tornar independente e me livrar desse demonio que habita minha casa, mas nem isso posso, ela sempre escuta os funks dela em um volume altíssimo e vive chamando um bando de moleque pra vir aqui em casa, eles são mt barulhentos então não consigo estudar nem ler. Fazem festa várias vezes na semana aqui em casa o que torna o ambiente insuportável. Meu único momento de paz é as vezes q minha irmã tá dormindo, q é das 7 da manhã até as 17h da tarde, mas msm nesse periodo ela escuta música bem alto e se eu abaixar ela se acorda e aumenta de novo o som (EU TBM N ENTENDO O PQ DISSO). A vida dela é jogar freefire, ouvir funk e ficar vendo vídeos no youtube de gente rica genérica fazendo coisas imbecis ou provando x prato de comida. A menina n estuda, é burra pra caralho e nem deixa eu estudar e e eu juro q n grito com ela sempre falo baixo e lento pra n brigar MAS ESSE DIABO ESSE CÃO MSM ASSIM FICA QUASE ME BATENDO FAZ VÁRIAS MERDAS E EU TENHO Q FICAR CALADO DA VONTADE DE ENCHER A CARA DELA DE SOCO MAS EU JA SOU DE MAIOR ENTAO EU IRIA PRESO FACILMENTE, ALEM DE Q SE EU RECLAMAR DELA PRA MAMAE MINHA MAE VEM PRA CIIMA DE MIM SO PQ EU SOU HOMEM E ELA É MULHER ENTAO A MINHA MAE COMEÇA A GRITAR COMIGO E N ACONTECE NADA COM ELA, NADA! SO DA VONTADE DE ME MATAR EU QUERO MORRER N TEM SAIDA PRA MIM EU SO QRIA LER UM LIVRO OU ESTUDAR EU N AGUENTO MAIS TO CHORANDO MT
submitted by HeinariTaini to desabafos [link] [comments]


2020.10.29 20:15 Acuzzam Os Técnicos Brasileiros são Ruins ou as Diretorias que são Burras?

Eba! Vamos falar de técnicos! DE NOVO! Isso aqui é meio que um rambling de pensamentos que tive mas não organizei, não esperem muita coerência.
Ultimamente parece ter o consenso entre torcedores (pelo menos aqui no grupo) que técnicos brasileiros estão ultrapassados e precisam se reinventar. Eu concordo. No entanto comecei a pensar o quanto disso é culpa dos técnicos em si e o quanto é dos clubes, torcida, imprensa, etc.
Acabei de ler a notícia que o Coritiba e o Botafogo tentaram tirar o Lisca do América-MG, levaram um não porque o cara quer um trabalho com continuidade, fico pensando, não era meio óbvio que o Lisca era uma boa escolha pra um time grande sem muita grana lá no início do ano? Porque foram nele só agora? Porque o único trabalho em time grande que ele teve foi no Inter desesperado por três jogos? Sei que ele é meio louco mas, se esse for o motivo de não querer ele, nada mudou, ele ainda é louco. Porque agora ele serve e antes não?
Algumas contratações de técnicos nos últimos anos que me parecem sem explicação: Luxemburgo no Palmeiras depois de falar com o Sampaoli, Abel Braga no Flamengo (Na boa, alguém na época achou que ia dar certo?), Abel Braga no Vasco (sério?), Abel Braga no Cruzeiro (essa foi ordem dos jogadores se me falaram certo... Que daí já é outra discussão) Argel Fucks em qualquer time acima da Série D, O Cruzeiro esse ano trocando de técnico adoidado ao invés de pegar um cara pra projetar uma reconstrução (se Adilson Batista não deu certo Enderson Moreira é o nome, se o Enderson não deu certo então é Ney Franco na veia!) Jesualdo no Santos (blows my mind!), o venezuelano lá no Atlético MG... Enfim... Eu podia continuar...
Penso então comigo mesmo: A culpa é dos técnicos brasileiros ou as diretorias que são burras? Ou será que não é o sistema que tá fudido? Não vejo uma visão com coerência de times brasileiros, nem da diretoria do Flamengo, melhor time do Brasil atualmente, vejo: Abel Braga, Jorge Jesus, Domenec... Parece meio atirando as cegas e vendo se acerta. Fico pensando: Os dirigentes realmente estudam o trabalho do técnico que vai vir, o estilo, o que eles querem pro time, ou eles simplesmente pegam "o cara que tá ganhando", "o cara da moda" e trazem? E depois muitas vezes o cara não tem tempo ou condições de trabalhar. Li que o Botafogo tentou trazer o Roger, isso me mostra que não sabem nada sobre o cara, o Roger é conhecido por não aceitar trabalhos que não tenham início, meio e fim. Ele não quer ser técnico bombeiro. Até o Inter ele recusou na metade do ano passado (Tá certo que ele não tava desempregado mas ainda assim). Fico pensando que a diretoria do Botafogo, se realmente quisesse o Roger, podia oferecer um contrato longo, um projeto, "Tu vem como bombeiro no início, ano que vem tu vai ter tempo" mas que time brasileiro hoje tem crédito pra dizer isso? Que técnico que vai acreditar? Quem vai levar a sério? As exigências por resultados no Brasil são insanas, o que aconteceu com o Ramon no Vasco ainda não faz sentido pra mim.
O Brasil é um país enorme, nós somos o povo mais fanático por futebol no mundo, eu duvido que não tenham caras estudiosos, inteligentes pra caralho por aí, que simplesmente nunca tem oportunidades em times com um mínimo de estrutura. Vejo muita gente separando técnicos entre estrangeiros e medalhões, porra, nem todo técnico brasileiro tem que ser medalhão, tenho certeza que tem caras foda por aí que dariam tudo por uma chance decente em um Botafogo ou um Coritiba.
Pode se argumentar que é a cultura dos técnicos no Brasil que tá uma merda. Eu argumentaria que quem perpetua essa cultura são as diretorias burras movidas pelas pressões da imprensa e da torcida. Eu acho que falta paciência, coerência, visão no futebol brasileiro. Falta estudo, mas não só dos técnicos. Falta conhecimento.
Desculpem pelo textão sem muita direção e desculpem se não falei nenhuma novidade, só quis botar os pensamentos pra fora.
submitted by Acuzzam to futebol [link] [comments]


2020.10.29 16:39 iceblood89 Lembranças de um sonho

Olá a todas as rainaras a ler eu estou postando isso mais para ter uma lembrança disso do que espalhar mesmo porque é um sonho que eu acabei de ter mas eu achei tão enigmático que resolvi que eu n queria esquecer e por isso postei nesse maravilhoso e inativo Reddit.
Eu me senti levitando como se a gravidade ou o tempo não me afetassem e do nada eu abri o olho e estava em uma luta de espadas com uns... eu n sabia na hora,mas continuei lutando pois eles estavam tentando me matar e enquanto a luta continuava eu ia me "lembrando do q estava acontecendo" aparentemente eu era um cara entre 30 e 40 que sobrevivia a essas coisas q pelo que eu entendi eram serviçais de um ser demoníaco que transformava humanos em seus serviçais pelo toque,mas havia algo de estranho tinha uma multidão enorme de serviçais,mas só vinham me enfrentar 1 de cada vez até que eu olhei para o lado e vi uma loja em perfeito estado naquele mundo apocalíptico e lá tinham 3 serviçais que pareciam muito mais forte que os demais e o aparente líder deles me falou no meio da luta
Serviçal líder:não acha essa situação estranha com seu corpo tão leve,os meus companheiros atacando você um de cada vez... Descubra o motivo disso e vc descobrirá a verdade,essa loja tem pistas para vc,mas se vc resolver entrar para examiná-la vc terá de lidar com esses dois serviçais de elite do meu lado e o tempo que vc estiver aí fora o use para analizar a situação e quando souber a resposta venha e me fale que nenhum outro serviçal lhe atacará.
Eu analisando continuava lutando e enfrentava oponentes com armas cada vez mais extravagantes como um machado vikin por exemplo e quando eu já havia matado 7 eu entrei na loja quando comecei a investigala percebi que ela só estava em bom estado por fora pois ela estava destruída por dentro e enquanto eu lutava e investigava eu quando cheguei a conclusão fiquem em shock.
Eu pensando : o fato dessa loja estar destruída por dentro,mas n por fora e eu estar com o corpo tão pesado será que !?
Eu gritando: Eu morri!!!???
Nesse momento a segunda serviçal de elite veio para cima de mim,mas ela estava diferente como se ela tivesse sido espancada (quando eu nem havia a ferido pois estava sendo mais evasivo para investigar a loja e percebi que meu corpo n estava mais leve) e quando eu a joguei para longe eu sinto uma dor intença e percebo que o cara para qual me ofereceu a proposta do enigma estava todo estourado (sendo que ele nem tinha participado da luta) me varando com uma katana nas minhas costas e dizendo resposta correta...
Depois veio um clarão e eu sou teletransportado para a casa da minha avó e vejo meu pai e minha tia sendo encontrados e transformados em serviçais pela criatura que começou tudo isso (que eu acho q era um transmorfo pois eu a vi como uma desconhecida muito bela,mas meu pai e minha tia a viram como a minha mãe até eles serem transformados)e transforma minha tia e meu pai em serviçais e minha tia dizendo não se preocupe e daí eu sou teletransportado para um lugar que eu acho ser o céu na minha visão pois eram ilhas flutuantes ligadas por um rio sólido e transparente que todos andávamos por cima e eu me sentia extremamente leve e quando olhei para baixo tinha voltado a ser criança e eu estava em uma das ilhas que parecia ser voltada para esportes pois eu vi várias quadras e eu fui em direção a uma de vôlei e vi crianças jogando e eu me juntei a elas.
Meu sonho infelizmente acaba aqui e juro que foi tão real que achei que tinha chorado no travesseiro quando levei a katanada nas costas.
PS: quando estou escrevendo isso sinto meu corpo muito pesado como se eu estivesse em gravidade zero e de uma vez eu voltasse para a gravidade normal e estou sentindo incômodo nas costas aonde fui varado no sonho.
submitted by iceblood89 to TurmaTV [link] [comments]


2020.10.29 14:46 KenzilRay Meu Primeiro Desabafo

Bom dia galera, tudo bem?
Tenho 21 anos e eu sou novo aqui, na verdade sou novo no Reddit em geral, e eu gostaria de desabafar um pouco com vocês, já vou adiantando minhas desculpas pelo texto longo.
Em Junho desse ano eu conheci uma menina pelo Tinder, e coincidentemente ela é da minha sala na faculdade, (estamos no primeiro ano, e como só tivemos aulas presenciais até Março, não deu pra conhecer muito bem o pessoal da sala). Bom, ai o caminho ficou fácil, eu procurei o WhatsApp dela no grupo da sala, e começamos a conversar por lá, e a gente se deu super bem, conversávamos o dia todo, sobre a faculdade, sobre o nosso cotidiano, sobre nosso problemas, enfim, sobre os mais variados assuntos, dava pra ver que ela tava afim de mim, assim como eu tava afim dela, mas infelizmente a gente não podia sair, nem se encontrar, por conta da quarentena estava tudo fechado, e tanto ela, como eu, estava levando isso a sério.
Bom galera, depois de uns dias conversando, eu percebi que ela estava totalmente diferente comigo, ela demorava horas pra me responder, e não me tratava como nos dias que a gente se conheceu. Isso me incomodava, mas eu sabia que não posso ficar cobrando isso de uma pessoa que sequer nem vi pessoalmente, então eu deduzi que ela estava passando por alguns problemas pessoais. Só que chegou num ponto que eu não aguentei mais, e resolvi perguntar a ela o que tava acontecendo, e resumidamente, ela tinha me dito que queria ir com calma em relação a tudo, pois passou por recepções recentes e não queria ser iludida novamente. Eu entendi o lado dela, até porque a gente não deve ficar forçando nada, tudo tem que acontecer de forma natural.
E desde esse tempo pessoal, vínhamos conversando como amigos pelo WhatsApp, as vezes conversávamos o dia todo, as vezes ela demorava pra responder, mas ela nunca me tratou mal, sempre foi gentil comigo, sempre puxava assunto e me chamava pra conversar, chegamos até fazer trabalho da faculdade juntos, eu senti que rolou uma identificação ali, entendem? Dava pra notar que ela gostava da minha companhia.
Só que a tragédia mesmo aconteceu no começo desse mês KKKKK Eu resolvi tomar uma atitude e falei que eu tava afim de uma conversa olho a olho, sair pra algum barzinho, lanchonete, restaurante, enfim, o lugar não importava, eu só queria conhecê-la melhor, sem segundas intenções. Galera, ela mandou um texto gigantesco, gigantesco mesmo, mas vou resumir aqui pra vocês: Ela disse que não sentiu o suficiente pra tentar um relacionamento, que eu posso ter criado um sentimento que não seja exatamente por ela. Ela também me disse que a gente pode dar certo lá na frente, mas que agora a gente não se identifica pra isso. Pra finalizar ela contou que tava gostando de um cara que não saber o que quer e que sempre vai e volta na vida dela.
Isso me deixou abalado de uma forma inimaginável gente, mas ela disse que se eu quiser, eu posso chamar ela pra continuar a amizade, ela só pediu um tempo pra eu me recuperar e acabar com esses sentimentos. E hoje pessoal, eu continuo decepcionado com o que aconteceu, eu sinto muito a falta da companhia dela, das mensagens, dos assuntos. As vezes eu me arrependo de ter dito tudo aquilo pra ela, pois hoje parece que a gente nem se conhece mais..... mas por outro lado, eu não iria saber que ela gosta de outra pessoa entendem?
Isso tá afetando no meu dia a dia, no meu desempenho no trabalho, nas aulas online, e nessa quarentena parece tudo ficar intenso, eu choro sozinho, sinto saudades, fico carente esperando por uma mensagem inesperada, eu sinto um vazio muito grande. Eu cheguei a responder alguns stories dela (podem me chamar de trouxa gente, porque eu sou mesmo), e ela respondeu com muita gentileza, como se nada tivesse acontecido, mas eu não prolonguei muito a conversa, porque eu só iria ficar me machucando ali... e não é isso que quero para mim!
Gente eu gostaria de saber o que vocês fariam no meu lugar, se vocês chamariam depois pra continuar a amizade ou não? Mais uma vez me desculpem pelo texto longo, não sei se alguém vai ter coragem ou o tempo suficiente pra ler e responder tudo isso, mas eu precisava desabafar com alguém....
Obrigado!
submitted by KenzilRay to desabafos [link] [comments]


2020.10.29 06:57 pedro-rei-do-morro O maior sonho da minha vida é pedido de ajuda

Oi, eu sei que o título pode parecer meio bait, mas eu posso explicar, atualmente eu tive uma briga com meu pai, por causa que ele a minha madrasta sempre jogaram os meus defeitos na minha cara, e nunca me deram apoio, por causa disso, na casa deles (desde que meus pais se separaram, eu moro com a minha mãe e visito eles as vezes) eu não agia como eu sou de verdade, em agosto deste ano, meu pai foi hospitalizado, e ele voltou para casa no início desse mês (outubro, no caso), e logo no primeiro dia que ele saiu do hospital, nós brigamos
Acho que se você leu esse post até aqui, tu percebeu que eu sou menor de idade, mas por favor, não deixe isso te impedir de ler isso até o final
Bom, sobre o meu sonho, eu tenho um canal no YouTube chamado relatórios do bear e eu tenho um sonho de criar uma série, eu não tenho dinheiro, eu não tenho suporte e quase não tenho apoio, eu vou criar um projeto no catarse, e se você quiser falar comigo sobre a minha série, por favor, considere ir no meu canal, eu não botar links aqui, mas o nome dele é "relatórios do bear", o tema principal da minha série é multiverso e zumbis, eu sei que pode parecer meio merda até, mas confia em mim, a história da série é extremamente complexa e complicada de explicar, pra vocês terem uma idéia, se eu tentar resumir a história da série, eu vou ter que escrever um post TRÊS VEZES maior que esse (no mínimo), eu não tô zuando
Bom acho que é isso, eu realmente preciso de uma ajuda, então, se tu leu até aqui, passa lá no meu canal!
E bom, se tu leu isso esperando algum Conselho no final, seja você mesmo!
Bom é isso valeu por ler até aqui!
submitted by pedro-rei-do-morro to desabafos [link] [comments]


2020.10.29 00:39 puro_odio Perdi completamente a confiança que tinha na psiquiatria. Cansei, estou revoltado, ressentido e chateado.

Nunca vi gostarem tanto de empurrar antipisicótico em todo mundo. Juro que eu podia ter falado qualquer coisa naquele consultório que ele ia ter receitado a mesma merda. Consentimento informado e autonomia corporal do paciente são conceitos alienígenas para eles, nunca ouviram falar. Esse agora que eu fui já me receitou de cara na primeira consulta um remédio fortíssimo, com uma bula que parece um filme de terror, cheio dos efeitos colaterais horríveis, e de nenhum deles eu fui informado, só fui saber quando eu fui ler a bula depois de ter gastado uma fortuna nessa merda. Bem no inicinho da bula está escrito em negrito de todo tamanho que antes do início do tratamento tem que fazer exame de sangue e manter esse acompanhamento durante o tratamento, mas isso nunca foi mencionado no consultório e ele não pediu exame nenhum, primeira consulta e já saí com a receita. Eu não posso consentir a um tratamento se não me informarem sobre o que ele é, porque eu estou tomando ele, o que ele vai fazer, os efeitos colaterais, isso é literalmente tudo que o consentimento informado é. Isso é ética. E o exame de sangue foi simplesmente negligenciado, nem mencionaram ele, o médico fez um cara-coroa com minha saúde (e sem me informar, pra variar). O meu diagnóstico nem é o que esses remédios visavam tratar, é outra coisa totalmente diferente, eles só estão empurrando essas porcarias mesmo, e isso fica mais óbvio ainda quando os remédios só me prejudicam. E é claro que eles estão empurrando remédio quando você lê sobre as táticas escusas e muitas vezes ilegais que as farmacêuticas usam para pressionar os médicos a receitar o seu remédio.
E eles simplesmente não te escutam. Pra eles o paciente é burro ou maluco e tem que obedecer sem questionamento as ordens do dotô fodão. Falei com ele que já tive tratamento psiquiátrico antes, falei os remédios que já me ajudaram antes, que eu já tomei antipsicótico antes e que além de não melhorarem nada eles me fazem sentir mal, mas o que eu falo entra por um ouvido e sai pelo outro. Se pirocudo lá do seu dotô não precisa de ouvir o paciente, então nem sei porque tem consulta, eu podia só mandar meus dados e ele manda a receita que ele quiser pelos correios.
E olha que eu já fui em psiquiatra caro, psiquiatra barato, psiquiatra famoso pica de cristal na área e todos foram assim. Estou sem esperanças de receber um tratamento eficaz.
E agora olhando a bagunça que ficou esse texto eu percebi a confusão mental que esse remédio está me causando. Está difícil de elaborar um paragrafo conciso e que faça sentido. Hoje fiquei a tarde inteira com coração acelerado na beira de uma crise de ansiedade causada por absolutamente nada. Minha mão está começando a tremer e estou inquieto. Se ele me tivesse me informado corretamente sobre o que eu estava colocando no meu próprio corpo eu não tinha aceito, pedia pra trocar o remédio ou omitir ele. Agora que eu já gastei 300 reais com essa merda, fico eu aqui com cara de bobo, com efeito colateral, bolso vazio e 2 caixas de comprimidos de veneno que eu não sei o que eu vou fazer com eles. E sem tratamento adequado por mais 2 meses até a minha próxima consulta em que vou ter que tentar convencer o cara a trocar meu remédio, dependendo da boa vontade dele.
submitted by puro_odio to desabafos [link] [comments]


2020.10.28 22:50 Corrupt_Stormer O Ciclo Democrático à Brasileira

República velha:




\: Considere "Elegemos" como a escolha da elite cafeeira da época)
1930-1934 (Ditadura Tenentista-Varguista)
1937-1945 (Ditadura Getulhista);
1946-1956 (Ditadura Transicional Varguista)

República Populista:



\* Diferente do temer, o Jango foi eleito em pleito aberto para vice)

1964-1985 (Ditadura Militar);

República Nova (atual):




Por favor me digam que eu estou errado em dizer que em 2022 alguém moderado vai entrar, será taxado de extremista, e isso vai gerar outra ruptura democrática...
submitted by Corrupt_Stormer to brasil [link] [comments]


2020.10.28 16:33 doiscavalos Jovem Conservador de Direita comenta opinião de Henrique Raposo no Expresso

«Mais uma excelente crónica do Dr. Henrique Raposo. De facto, Portugal tem muitas dificuldades em acompanhar o desenvolvimento dos outros países. Graças a cronistas como o Dr. Henrique Raposo estamos cada vez mais próximos do estrangeiro no que diz respeito a maluquinhos. É a beleza da internet. Quando vemos vídeos de maluquinhos nos EUA a gritar, sabemos inevitavelmente que há maluquinhos em Portugal a tirarem notas. Alguns até escrevem no Expresso.
Há muitas pessoas cépticas acerca da utilidade das máscaras. Essas pessoas não são cientistas. Mas têm direito a esse cepticismo saudável que, curiosamente, não se manifesta quando alguém lhes diz que o vírus foi criado por um grupo de lagartos ao serviço do Dr. Bill Gates para que as pessoas possam instalar o Microsoft Windows no hipotálamo através da vacina.
As pessoas não estão a gostar da experiência de passar por uma pandemia. Por isso têm de arranjar alguém com quem ficar zangadas por isso. Seja o Dr. Bill Gates, o governo que obriga a usar máscara ou os chineses. Basicamente, acreditam que a pandemia é um ataque pessoal para lhes atrapalhar a vida e precisam de ralhar com alguém. O Dr. Henrique Raposo, que tem o privilégio de ver os seus comentários no Facebook publicados por um dos mais importantes jornais do país em troca de dinheiro, acha que as máscaras na rua só servem para reforçar o medo. E faz esta afirmação, como se fosse factual, no título da sua crónica, que depois é partilhada pelo jornal em todas as suas plataformas. O Dr. Henrique Raposo é uma Dra. Maria Vieira com xanax. No fundo, o que ele quer é ganhar seguidores na crescente comunidade dos cépticos do covid, ao mesmo tempo que espalha desinformação.
A função de um jornal é informar, mas é uma excelente estratégia comercial ter alguns cronistas ignorantes que desinformem, para criar a necessidade de as pessoas se informarem nos jornais. Há o risco de as empurrar para um buraco de desinformação ainda maior, como os vídeos do Dr. João Tilly ou os grupos terraplanistas. Mas aí, os jornais poderão afirmar ainda com mais autoridade de que, num mundo cada vez mais polarizado e cheio de desinformação, a sua função como guardiões de informação é cada vez mais importante. É assim que o Dr. Raposo contribui para o futuro do seu jornal, criando pessoas que precisam de ler mais jornais.
Pessoalmente, sou a favor do uso de máscaras. Não apenas porque protegem a propagação do vírus. Gosto, por exemplo, de não ver a maior parte da cara das pessoas. A cara é uma ferramenta que as pessoas usam para nos manipular, despertando em nós a fraqueza da empatia. Com uma máscara na cara é mais fácil avaliar as pessoas por aquilo que produzem, sem que elas façam aquela cara ridícula de “não faça isso que tenho uma família para alimentar.” É mais fácil despedir um colaborador de máscara do que um colaborador com a cara à mostra. Mesmo quando a pandemia for ultrapassada só vou interagir com pessoas de máscara. Antes de entrarem no meu gabinete vão ter de colocar um elmo do Dr. Darth Vader ou uma máscara de esgrima para que não me possam manipular através de expressões faciais.
Relembro que o último episódio do meu podcast já está disponível. Foi gravado ao vivo na Remax Universal em Aveiro e pode ser visto aqui e no Youtube e ouvido nas plataformas habituais.»
Por: Jovem Conservador de Direita
submitted by doiscavalos to portugal [link] [comments]


2020.10.28 15:15 AxhKetchup Tribuna Expresso - Entrevista a Rui Sá Lemos [Adjunto do Folha no Portimonense, Porto B] e Ex-treinador da formação do Porto

Não sei se já foi partilhado aqui mas tem partes bastante interessantes. Deixo aqui um cheirinho para quem tiver indeciso em ler.

Tómas e Gonçalo Esteves, Fábio Silva e a vida que jogadores da formação levam desde pequenos.
" Treinei o Tomás nos sub-11 e ele tem uma história que é fantástica, do ponto de vista da superação e da transcendência. O Tomás treinava no Olival, que é em Gaia, e vivia e andava na escola em Arcos de Valdevez, que fica a cerca de 100 km de distância. A vida dele, penso que dos sub-10 aos sub-15, foi esta: acordar às 7h da manhã, ir para a escola, sair da escola a correr, às 16h ou 17h, para ir para o treino, numa carrinha do pai, ele e o irmão. Chegava ao Olival e lanchava a correr, para subir para o treino, enquanto o irmão mais novo, o Gonçalo Esteves, ficava a descansar na carrinha, porque ia ter treino a seguir. O Tomás saía do treino às 20h, ia para a carrinha fazer os deveres e jantar, enquanto o pai esperava pelo Gonçalo, que ia treinar das 20h às 21h30. Depois o Gonçalo descia, o pai pegava neles, chegavam às 23h a casa e no dia seguinte já estavam outra vez a acordar às 7h da manhã. "

Novas tecnologias no futebol
" Já não podemos estar a perder mais tempo a pensar como é que lhes vamos tirar os telemóveis, porque isso já não vai acontecer. Então, há que adaptar a nossa estratégia. "

Equipa B do Porto e o 3-4-3 antes de ser "fixe"
"... nesse ano, a equipa B tem muito talento à disposição, tem Diogo Leite, Diogo Queirós, Diogo Costa, Diogo Dalot, Galeno, Fede Varela, André Pereira, Bruno Costa... muito talento à disposição. E, nesse ano, a melhor forma de potenciar esses jogadores todos foi criar uma forma de jogar bastante, como dizer, desafiante. "

Fala do Folha, Paulinho Santos, Vitor Frade, entre outros
" Porque o António Folha chega à I Liga sem empresário. Entendes? Sem nenhum empresário a ligar para os presidentes para colocá-lo lá. Foi pelo fruto do trabalho dele e pela visibilidade que teve ao ganhar quatro anos seguidos no FC Porto. "

Jackson no balneário do Portimonense
" Foi a primeira vitória da época e os jogadores, aqueles mais jovens, no fim estavam muito entusiasmados, a mandar aquelas brincadeiras e a gritar para o presidente: "Prémio, prémio". (...) O Jackson diz assim: "Os prémios vão chegar com o tempo, o dinheiro vai chegar com o tempo. Aquilo que não pode acontecer é isto: eu entrei aos 70 e tal minutos, tínhamos acabado de sofrer o 2-2, e eu vi na cara de alguns que já não íamos conseguir ganhar. Já não vi entusiasmo e já não vi crença. Por isso, aquilo que eu quero pedir a todos é isto: temos de correr até ao último minuto, seja qual for o resultado." Eu ouvi aquilo e fiquei com pele de galinha, porque aquilo foi totalmente antagónico ao momento emocional que se estava a viver ali, mas foi tão na mouche, tão perfeito para cultivar o espírito que tínhamos de ter naquela equipa. "

Aspirações do Jorge Couto no Boavista
" Ele disse: "Como fui campeão como jogador no Boavista, daqui a 10 anos gostava de ter o prazer de fazer do Boavista campeão outra vez como treinador adjunto, porque o Boavista tem condições e potencial para isso".
submitted by AxhKetchup to PrimeiraLiga [link] [comments]


2020.10.28 15:14 belibeliia ele está me usando?

tenho 18 anos, comecei já falando minha idade pois comecei a ficar com um cara de 25. Sempre fui apaixonada por ele, comecei a gostar dele a mais de um ano, quando ele ainda namorava uma mulher, que tinha uns 27 anos. quando ele terminou, começamos a nos falar mais, nós éramos muito amigos mas começamos a flertar bastante,que eu achava estranho pois ele tinha acabado de acabar com o relacionamento e demonstrava que estava muito triste com isso, postava nas redes sociais, e ele realmente nem saía mais de casa, mas ainda continuava dando em cima de mim, falando que queria transar comigo e que me amava (ele já sabia que eu gostava dele desde quando ele namorava) Eu me sinto praticamente uma criança, mesmo sendo maior de idade, perdi meu bv com 17 e não perdi minha virgindade. como eu sou muito apaixonada por ele e faria qualquer coisa pra ele começar a namorar comigo, tentei perder minha virgindade com ele,pois ele me falava que sexo tinha que fazer parte de um relacionamento de qualquer jeito. porém, desisti na hora h, pelos fatores de que eu não estava aguentando, desisti fiquei com vergonha e ele ficou bravo comigo. Me senti muito triste com isso, ele era tão doce e nunca vi ele bravo assim, ainda mais por não entender que eu realmente não estava pronta. Por isso me acho uma criança, além de não conseguir realizar essas coisas, ficar com uma pessoa mais velha que eu, que supostamente ainda é apaixonado por alguém quase 10 anos a mais que eu me faz ficar muito triste, me senti infantil. Meus amigos me dizem que ele só me usa, ele fala que me ama mas eles dizem que é apenas para fazer sexo comigo. Provavelmente vocês vão pensar “você não deve cobrar tanta coisa dele por que vcs não namoram” mas realmente é quase como um, nós fazemos quase tudo como praticamente casal, nos beijamos todas as vezes que nos vemos, quando fico com ciúmes dele ele fala que só tem olhos pra mim, que ele não quer saber mais de outra mulher, toda hora ele diz que sou linda, perfeita, sempre foi um doce. por isso achei estranho ele ficar bravo comigo por não conseguir fazer sexo. Enfim, vocês acham que eu estou sendo infantil demais com isso? ou se ele está me usando? mesmo dizendo que me ama, faz nem 5 meses que ele terminou um relacionamento de alguns anos. obrigada por ler até aqui.
submitted by belibeliia to relacionamentos [link] [comments]


2020.10.28 14:52 hehedeboas Nao aguento mais barulho desnecessário no trabalho

MANO, tem uma mulher no meu trampo que GRITA MANO, pra falar no telefone, pra pegar agua, pra respirar, pra tuuudo! Eu tenho que ler contratos e contratos e fica essa porca gritando como se o bacon dela estivesse em jogo! Eu não aguento mais cara, tenho que colocar fone de ouvido com som de chuva ou umas flauta indiana pra ver se eu consigo me concentrar e isso É UM ABSURDO! Eu odeio gente que nao tem noção do ambiente que elas estão e como elas devem se portar. A educação que eu recebi não me permite educa-la porq esse não é meu papel, mas eu n sei de onde ela veio, o nome dela direito e nem pra onde ela vai e por isso mesmo não tenho nenhum receio de usar todo e qualquer direito cabivel pra mandar ela pra puta que pariu. Ou ela cala a boca ou ela vaza. Mano a pior coisa é que eu fico em um estado de estresse que desalinha o meu dia. É extremamente frustrante vc estar concentrado em um trabalho e vem um jegue berrando no telefone. Eu to puto num nível que so vindo aq escrever um textão pra retirar o ódio que eu to dessa mulher. Alias to olhando pra cara dessa vuvuzela agora e sorte dela da minha civilidade, porq numa barbarie ela ja teria rodado a muito tempo!
submitted by hehedeboas to desabafos [link] [comments]


2020.10.28 12:33 renma_sant Me Sinto Sufocado

Eu já postei nesse grupo, mas faz muito tempo e deveria fazer pra extravasar.
Olá, se você está lendo isso, agradeço pela atenção. Quero muito soltar todo esse desanimo. Sou homem, 18 anos, um universitário desanimado no momento. Moro com minha mãe, meus irmãos e padrasto, um ambiente pouco tóxico, muito pra falar a real, trabalho com minha mãe numa loja e sou calouro numa boa faculdade pública. Agora que me descrevi, vamos ao desabafo.
Eu não me sinto motivado por ninguém, não sinto apoio em nada que eu faço, questão familiar mesmo. Acho que é um milagre ter passado no vestibular, sinto o mundo desabando nas minhas costas. Meus pais, que são separados, só sabem dar péssimos conselhos que sei que não funcionam pra minha geração. Sempre muito restritivos, controlando o limite de onde posso ir. Até desisti de fazer um vestibular no ano passado por receber um "você não vai estudar lá porque é longe e não quero pagar sua passagem", você aí pode me julgar mas saiba que a pessoa que disse isso me vê de 15 em 15 dias, trabalha muito pra não incentivar o mínimo.
Como meus pais são separados, sempre jogaram a responsabilidade dos filhos um para o outro. "Você precisa disso, pede pra sua mãe", "você precisa disso, pede pro seu pai", coisas básicas como um desodorante era eu quem comprava com um dinheiro que pedia pro meu pai que convivia dois dias a cada duas semanas. Detalhe: Era favor me dar 50 reais pra comprar o básico. Sempre andei com o básico mesmo, se tinha um chinelo, era aquele chinelo e pronto, trocar de celular era inimaginável.
Agora com a pandemia, percebo muita toxidade cara, já começa que eu trabalhei na loja da minha mãe por muito tempo, mais de 6 meses, sem receber um centavo e eu precisava de um celular novo pras aulas online. Eu só queria consideração, entendem? Aí eu tenho aula ao mesmo tempo que tô na loja, muita coisa pra ler e fora os problemas familiares que tenho que aturar. Um desastre, por isso me sinto sufocado.
Quando algo parece dar errado, penso que não vou ter um emprego quando me formar, penso que vou ser sempre preso a essa realidade que me acorrenta, que nunca vou ter alguém que acredite no meu potencial. Eu estou num curso bom, economia parece ter alguns empregos bons, mas sinto que nada de bom me aguarda. Que não vai ter um estágio bom, que não vou ter ligar pra ir quando der tudo errado, que toda a matéria que eu puxar vai dar ruim.
Enfim, tô nesse estado porque ontem fiz uma prova e fui mal. Obrigado por ler isso, mesmo não tendo prática, acho que vou escrever mais por aqui.
Fiquem bem, usem álcool em gel.
submitted by renma_sant to desabafos [link] [comments]


2020.10.27 23:03 leonardofragas Um guia para ter cultura, por Paulo Francis

Um guia para ter cultura, por Paulo Francis
https://preview.redd.it/ob286jmvkpv51.png?width=1080&format=png&auto=webp&s=98787e8245cd77cc7ae59b31813c5b11a168e7aa
Pedem minha ficha acadêmica para jovens vestibulandos… Não tenho. Tentei um mestrado na Universidade Columbia em Nova York 1954, mas desisti, aconselhado pelo professor-catedrático Eric Bentley. Achou que eu perdia o meu tempo. Li toda a literatura relevante, de Ésquilo a Beckett, e sabia praticamente de cor a Poética de Aristóteles. Em alguns meses se lê tudo que há de importante em teatro. Li e reli anos a fio.
Mas, sem o doutorado ou nem sequer mestrado, me proponho fazer algumas indicações aos jovens, que, no meu tempo, seriam supérfluas, mas que, hoje, talvez tenham o sabor de novidade. Falo de se obter cultura geral. É fácil.
Educação era a transmissão de um acúmulo de conhecimentos. Hoje, é uma adulação da juventude, que supostamente deve fazer o que bem entende, estar na sua, como dizem, e o resultado é que os reitores de universidades sugerem que não haja mais nota mínima de admissão, que se deixe entrar quem tiver nota menos baixa. Deve haver exceções, caso contrário o mundo civilizado acabaria, mas a crise é real, denunciada por gente como o príncipe Charles, herdeiro do trono inglês, e por intelectuais como Alan Bloom, que consideram a universidade perdida nos EUA. No Brasil, houve a Reforma Passarinho nos anos 80. A ditadura militar tinha o mesmo vício da esquerda. Queria ser popular. Era populista. Quis facilitar o acesso universitário ao povo, como reza o catecismo populista. Ameaça generalizar o analfabetismo.
Não há alternativa à leitura. Me proponho apontar alguns livros essenciais ao jovem, um programa mínimo mesmo, mas que, se cumprido, aumentará dramaticamente a compreensão do estudante do mundo em que está vivendo.
Começando pelo Brasil, é indispensável a leitura de Os Sertões, de Euclides da Cunha. É curto e não é modelo de estilo. Euclides escreve como Jânio Quadros fala. É cara do far-te-ei, a forma oblíqua de que Jânio se gaba. Mas o livro é de gênio. Nos dá a realidade do sertão, que é, para efeitos práticos, o Brasil quase todo, tirando o Sul; a realidade do sertanejo, e do nosso atraso como civilização, como cultura, como organização do Estado. Euclides mostra o choque central entre o Brasil que descende da Europa e o Brasil tropicalista, nativo, selvagem. Euclides apresenta argumentos hoje superados sobre a superioridade da Europa, mas nem por isso deixa de estar certo. Tudo bem ter simpatia pelo índio e o sertanejo, o matuto, mas nosso destino é ser, à brasileira, à nossa moda, um país moderno nos moldes da civilização européia. Euclides começou o livro para destruir Antônio Conselheiro e a Revolta de Canudos, mas se deixou emocionar pela coragem e persistência dos revoltosos e terminou escrevendo um grande épico, em prosa, que o poeta americano Robert Lowell, que só leu a tradução, considera superior a Guerra e Paz, de Tolstoi.
Mas o importante para o jovem é essa escolha entre o primitivo irredentista dos Canudos e a civilização moderna, porque é o que terá de enfrentar no cotidiano brasileiro. É o nosso drama irresolvido.
Leia algum dos grandes romances de Machado de Assis. O mais brilhante é Memórias Póstumas de Brás Cubas. Para estilo, é o que se deve emular. O coloquialismo melodioso e fluente de Machado. É um grande divertimento esse livro. Eu recomendaria ainda para os que tem dificuldade de manejar a língua O Memorial de Aires. É o livro mais bem escrito em português que há.
Os gregos são um dos nossos berços. Representam a luz e a doçura, na frase de um educador inglês, Mathew Arnold (também poeta e crítico). Arnold falava contra a tradição judaico-cristã, dominante na nossa cultura, na nossa vida, a da Bíblia e do Novo Testamento, que predominaram no mundo ocidental desde o Século V da Era Cristã, quando o imperador romano Constantino se converteu ao cristianismo. Estudos gregos sérios só começaram no Século XIX, quando se tornaram currículo universitário, porque antes os padres e pastores não deixavam.
Mas leia originais. Escolhi quatro. Depois de se informar sobre Platão na enciclopédia do seu gosto, se deve ler A Apologia, que é a explicação de Sócrates a seus críticos, quando foi condenado à morte, e Simpósio, um diálogo de Platão. Platão não confiava na palavra escrita. Dizia que era morta. Preferia a forma de diálogo. Na A Apologia se discute o que é mais importante na vida intelectual. A liberdade de ter opiniões contra as ortodoxias do dia. Ajudará o estudante a pensar por si próprio e ter a coragem de suas convicções.
Depois, o delicioso Simpósio. É uma discussão sobre o amor, tudo que você precisa saber sobre o amor sensual, o altruístico, o que chamam de platônico, é o amor centrado na sabedoria.
Platão colocou, à parte Sócrates, seu ídolo, no Diálogo, Aristófanes, o grande gozador de Sócrates. Na boca de Aristófanes põe uma de suas idéias mais originais. Que o ser humano era hermafrodita, parte homem parte mulher, e que cada pessoa, depois da separação, procura recuperar sua parte perdida, e daí a predestinação da mulher certa para um homem e do homem certo para uma mulher.
Imprescindível também ler As Vidas, de Plutarco, o grande biógrafo da Antiguidade. Ficamos sabendo como eram os grandes nomes em carne e osso, de Alexandre, paranóico, a Júlio César, contido, a Antônio e Cleópatra. Shakespeare baseou grande parte de suas peças em Plutarco e leu em tradução inglesa, porque Shakespeare, como nós, não sabia latim ou grego. E, finalmente, como história, leia A Guerra do Peloponeso, de Tucídides. É sobre a guerra entre Atenas, Esparta, Corinto e outras, durante 27 anos, no Século V antes de Cristo. Lendo sobre Péricles, o líder ateniense, Cleon, o führer espartano, e Alcebíades, o belo, jovem e traiçoeiro Alcebiades, nunca mais nos surpreenderemos com qualquer ato de político em nossos dias. É o maior livro de história já escrito. Sempre atual.
Da Roma original basta ler Os Doze Césares, de Suetônio, e Declínio e Queda do Império Romano, de Gibbon. Mais um banho de natureza humana.
Meu conhecimento científico é quase nenhum. Mas li, claro, a Lógica da Pesquisa Científica, de Karl Popper, quando entendi o que esses cabras querem. Para quem quer um começo apenas, recomendo o prefácio do Novum Organum, de Francis Bacon, que quer dizer, o título, novo instrumento, e Bacon explica o método científico e o que objetiva a ciência. E para complementá-lo leia o prefácio dos Os Princípios Matemáticos da Filosofia Natural de Isaac Newton, e o prefácio de Bertrand Russell e Alfred North Whitehead de seus Principios da Matemática. Também vale a pena ler a História da Filosofia Ocidental de Bertrand Russell, e o capítulo sobre Positivismo Lógico que é a filosofia calcada no conhecimento científico. Em resumo, tudo que pode ser provado lógica e matematicamente, é filosofia.O resto não é. Acho isso perfeitamente aceitável. Dispenso o resto.
É nas artes que está a sabedoria. Como viver bem sem ler Hamlet, de Shakespeare? Está tudo lá em linguagem incomparável, é de uma clareza exemplar, tudo que nós já sentimos, viremos a sentir, ou possamos sentir.
Preferi citar junto com Shakespeare uma peça grega, que considero vital: Antígona, de Sófocles. Há uma tradução de Antígona, em verso, por Guilherme de Almeida, que Cacilda Becker representou no Teatro Brasileiro de Comédia.
Antígona é o que há de melhor na mulher. É a jovem princesa cujos irmãos morreram em rebelião contra o tio, o rei Creon, e ela quer enterrá-los, porque na religião grega espíritos não descansam enquanto os corpos não são enterrados. Creon não quer que sejam enterrados, como advertência pública a subversivos. Antígona desafia Creon. Ele manda matá-la. Ela morre. Seu noivo se suicida. É o filho de Creon, que enlouquece. Parece um dramalhão, mas não é. É a alma feminina devassada em toda sua possibilidade fraterna. Hegel achava que Antígona era o choque de dois direitos, o direito individual e o direito do Estado. E assim definiu a tragédia.
A melhor história de Roma é a de Theodore Mommsem. A melhor história da Renascença é a de Jacob Buckhardt. Tudo que você precisa saber.
E aprenda com um dos mais famosos autodidatas, Bernard Shaw (o outro é Trotski). Leia todos os prefácios das peças dele. São uma história universal. Um estalo de Vieira na nossa cabeça. Em um dia você lê todos. Anotando, uma semana. Também vale a pena ler a Pequena História do Mundo, de H.G.Wells, superada em muitos sentidos, mas insuperável como literatura.
Passo tranqüilo pelo Iluminismo. Foi tão incorporado a nossa vida, que não é necessário ler Voltaire ou Diderot. Os livros de Peter Gay sobre o Iluminismo são excelentes. Dizem tudo que se precisa saber. Se se quer saber mesmo o que foi o cristianismo, a obra insuperada e As Confissões de Santo Agostinho, uma das grandes autobiografias, à parte a questão religiosa.
Não é preciso ler A Origem das Espécies, de Darwin, mas é um prazer ler Viagens de um Naturalista ao redor do Mundo, as aventuras de Darwin como botânico e zoólogo, a bordo do navio inglês Beagle, nos anos 1830, pela América do Sul, com páginas inesquecíveis sobre Argentina, Brasil e Galápagos, que está até hoje como Darwin encontrou (e o Brasil e Argentina, na sua alma?)
Houve três grandes revoluções no mundo, a americana, a francesa e a russa. A literatura não poderia ser mais copiosa. Mas basta ler, por exemplo, Cidadãos, de Simon Schama, para se ter um relato esplêndido da revolução interrompida, 1789-1794, na França, e concluir com o livro de Edmund Wilson, Rumo à Estação Finlândia. Schama é conservador, Wilson não era, quando escreveu, fazia fé, ainda na década de 30, como tanta gente, na Revolução Russa. Mas a esta altura, e mesmo antes de ele morrer, em 1972, é fácil notar que a Revolução Russa não teve o Terror interrompido, como a Francesa, mas continuou até Gorbachev revelar o seu imenso fracasso.
O melhor livro sobre a Revolução Francesa é História da Revolução em França, de Edmund Burke, de 1790, que previu o Terror de Robespierre e Saint-Just. Se o estudante quer um livro a favor da Revolução Francesa, leia, o título é o de sempre, o de Gaetano Salvemini. A favor da russa a de Sukhanov, que a Oxford University Press resumiu num volume, ou A Revolução Russa, de Trotski, um clássico revolucionário. Mas os fatos falam mais alto que o brilho literário de Trotski.
Sobre a Revolução Americana não conheço livro bom algum traduzido, mas por tamanho e qualidade, um volume só, sugiro a da editora Longman, A History of the United States of America, do jovem historiador inglês Hugh Brogan, 749 págs, apenas, quando comprei custava US$ 25. Tem tudo que é importante.
Em economia, a Abril publicou 50 volumes dos principais economistas. Eu não perderia tempo. Têm tanta relação com a nossa vida como tiveram Zélia e a criançada assessora. Mas há o Dicionário de Economia, também da Abril. Quando tascarem o jargão, você consulta para saber, ao menos, o que significa a embromação. Economia se resume na frase do português: quem não tem competência não se estabelece.
Dos romances do Século XIX, Guerra e Paz, de Tolstoi, e Crime e Castigo, de Dostoiévski, me parecem absolutamente indispensáveis. Guerra e Paz porque é o retrato completo de uma sociedade como uma grande família, porque rimos e choramos sem parar, porque contém um mundo e as inquietações do protagonista, Pierre Bezhukov, que até hoje não foram respondidas. Crime e Castigo, porque exemplifica toda a filosofia de Nietzsche de uma maneira acessível e profundamente dramática, de como o cérebro humano é capaz de racionalizar qualquer crime, que tudo é relativo, em suma, a pessoa que pensa e age, como Raskólnikov, o protagonista. Vale tudo. Dostoiévski, para nos impedir de aniquilar uns aos outros, acrescenta que não se pode viver sem piedade.
Dos modernos, Proust é maravilhoso, mas penoso, Joyce é desnecessário, mas vale a pena ler as obras-primas de Thomas Mann, A Montanha Mágica, para saber o que foi discutido filosoficamente neste século, e Dr. Fausto, que leva o relativismo niilista que domina a cultura moderna e de que precisamos nos livrar, se vamos sobreviver culturalmente, como civilização, e não como meros consumidores, num nível abjeto de satisfação animal. Há muitas obras que me encantaram e não estou, de forma alguma, excluindo autores ou quaisquer livros. A lista que fiz me parece o básico. Em algumas semanas, duas horas por dia, se lê tudo. Duvido que se ensine qualquer coisa de semelhante nas nossas universidades. Se eu estiver enganado, dou com muito prazer a mão à palmatória.
— Paulo Francis, O Estado de São Paulo, 30 de Maio de 1991
submitted by leonardofragas to brasilivre [link] [comments]


2020.10.27 00:42 eeekiee Sinto que preciso de novos amigos.

Oi, primeiramente obrigado por vir ler meu desabafo. Caso meu texto pareça confuso, mil perdões, tenho ansiedade e TDAH, além de fobia social.
Bom, eu tenho o mesmo grupo de amigos a mais de 5 anos, e como tenho fobia social(não consigo fazer amigos e ter contato social de forma fácil), desde que me mudei de escola e um amigo meu de infância me apresentou eles eu os considero como amigos, e até mesmo os únicos, mas de um tempo pra cá não me sinto muito mais confortável com alguns deles, sinto e percebo que às vezes preferem me excluir de alguns eventos(como jogar jogos juntos, e quando participo nunca jogam o que eu tenho vontade, só o que eles quiserem), além de parecerem tirar sarro da minha cara e não prestarem atenção quando eu falo e me cortarem. Isso acontece comigo e com um outro membro do nosso grupo de amigos, acaba que grande parte das vezes fica eu e mais esse um membro em uma call(chamada) separados, jogando algum jogo juntos. Acabo ficando farto, chateado e irritado por conta dessas pequenas coisas, e ando sentindo que chegou a hora de procurar novos amigos, ando meio perdido ainda mais pela quarentena. Obrigado por ler até aqui.
(Caso alguém goste de jogar Rust, Valorant(etc) e alguns jogos de Wii pelo Parsec, ficaria feliz em jogar junto com vocês e o outro membro do nosso grupo, somos meio timidos então provavelmente ficaremos quietos em grande parte nas primeiras horas, desculpa).
É meu primeiro desabafo e post aqui, desculpem qualquer coisa e obrigado novamente por ler.
submitted by eeekiee to desabafos [link] [comments]


2020.10.26 20:39 EversonElias Os negócios no Brasil são feitos pelos cocos.

O tema do desabafo é esse aí: os negócios no Brasil são feitos pelos cocos. Vou relatar uma experiência minha para fundamentar essa afirmação.
No ano passado, resolvi alugar uma casa com minha companheira. Primeira vez que eu ia morar longe dos meus pais. Não ganho muito e a renda da minha companheira é informal, então custei a achar um lugar bom. Tinha 2 imóveis em vista, mas optei por um, porque o aluguel era mais barato. Sou advogado, mas não trabalho com direito imobiliário, então, não vi nada de errado no contrato e, pelas informações que a imobiliária me passou, tudo estava em conformidade.
1 semana após eu me mudar, recebi uma mensagem da proprietária do imóvel dizendo que a casa estava à venda. Eu fiquei sem entender, porque a imobiliária não tinha me falado nada, mas não sou o tipo de pessoa que iria avacalhar a vida dela, então disse que receberia tranquilamente eventuais interessados.
2 meses depois de eu ter me mudado, a casa foi vendida e eu tive que sair. Aí foi uma nova busca por imóvel, pagamento de nova mudança, fiquei triste, perdi o meu avalista e gastei mais dinheiro com móveis que eu iria precisar na nova casa, fora um que não caberia etc. Resolvi entrar na justiça, porque a imobiliária tem o dever de prestar todas as informações sobre o negócio. Pedi ressarcimento pelo que gastei e danos morais.
Na primeira audiência, para tentar acordo, o advogado da imobiliária era um cara mal educado e arrogante. A proprietária, que também foi incluída no negócio, chorou, fez cena, falou que era injustiça etc.
1 anos após, saiu a sentença negando o meu pedido. Parece que o juiz nem leu o processo. Nem os áudios o juiz deve ter ouvido. As defesas das outras partes foram super genéricas e tentando desviar o assunto. O juiz falou que o direito de preferência foi garantido a mim (direito de preferência é a comunicação de que eu poderia comprar a casa, se quisesse, antes de ser vendida para outra pessoa) e que, apesar da situação chata, eu deveria ter solicitado a inclusão de uma cláusula e levado o contrato para cartório.
Tem muita coisa que não vou falar, porque o texto ficaria gigante. Por exemplo, a proprietária não tinha pagado contas de luz, aí a energia foi cortada no dia em que eu dar uma festa para uns 7 amigos conhecerem minha companheira. A proprietária é toda avacalhada, sem responsabilidade nenhuma com a própria vida, disse até que assinou o contrato de locação sem ler. No mesmo fim de semana, peguei dengue. Acho que vocês entenderam a ideia da sacanagem.
Enfim, não me estranha o fato de que boa parte da população, mesmo que ferrada num negócio, engula o prejuízo. O mínimo que o judiciário deveria fazer era ler o que escrevemos, mas nem isso. Sem ter a quem recorrer, também compreendo quando alguém resolve matar o outro por causa de pilantragem. Nossa sociedade está em ruínas e não temos a quem recorrer. Quero logo terminar minha nova graduação e ir embora daqui.
Obs.: Não sei se vou recorrer. Esse processo me esgota. Já tenho depressão e ansiedade, então tudo é mais complicado. Fora que uma amiga minha é minha advogada no processo e fiquei meio decepcionado com algumas coisas...
submitted by EversonElias to desabafos [link] [comments]


2020.10.25 16:01 BlurRex 6 anos procurando emprego, + de 300 currículos entregues e + de 60 entrevistas = Não consegui NADA! Cansei e vazei!

Isso é um manifesto. Venho por meio deste dizer que eu surtei. Tem 6 anos que procuro emprego e não consigo absolutamente nada. Moro em Brasília e eu não aguento mais esse lugar, já fiz um post falando que iria embora daqui devido a falta de oportunidades de emprego/cultura/lazer... e esse momento chegou. Estarei indo para São Paulo em Janeiro se não conseguir nada até lá.
Estou na minha ultima tentativa de achar algo, entregando currículos nos escassos mercados/farmácias/floriculturas e lojas aleatórias daqui, deve ter menos de 50 mercados e farmácias. Eu entreguei em 15 marcados e 10 em farmácias e 1 em floricultura na semana passada e amanha vou entregar no resto e ir em mais lojas de outros setores que não são pequenas e trabalha só pessoas da família (cidade do interior né) No total devo entregar uns 70 currículos.
Fui em mais de 60 entrevistas de 2014 até 2018. No início era quase sempre coisa do CIEE pq eu estava no ensino médio, era vagas pra Caixa econômica, Correios e umas lojas de shopping. Nunca deu em nada eu nunca fui chamado e creio que boa parte era pq eu não tinha experiência mas COMO TER EXPERIÊNCIA SE NUNCA ME DÃO A OPORTUNIDADE DE TRABALHAR PARA TER EXPERIÊNCIA!!???
Nessa época eu já tinha me formado em dois cursos avançados de informática Conhecimento intermediário do Photoshop, sei usar o pacote office completo e to sempre aprendendo algo novo, tenho uma digitação rápida graças ao curso, conhecimento do básico de hardware e software e como mexer em tudo e o intermediário do inglês e entendia muito, graças aos vários anos vendo musica com a letra traduzida e vendo série legendada. E não era um inglês mixuruca, eu conversava com vários gringos do Tumblr de boa, eu me garantia demais pra quem nunca pisou num curso de inglês e só tinha o inglês do ensino médio e estudava por fora sozinho. Mas isso nunca foi o suficiente pra ninguém aparentemente. (Agora em 2020 depois de fazer TI eu já tenho um conhecimento bem maior de tudo isso, melhorei demais meu inglês, Vejo filmes sem legendas e compreendo 95%, entendo muito mais de hardware e software....)
Hoje estudo francês sozinho, comprei um curso e irei fazer a prova para conseguir o certificado de nível A1 hoje, tem 10 semanas que comecei e já consigo ler textos pequenos, entendo por volta de 80% dos comentários em apps/jogos em francês do Google play, pq meu celular ta em francês e lá o povo fala o francês do povão, com gírias e tals. gosto de ler lá. Enfim, Estou aprendendo bem e coloquei isso no meu currículo atual que estou entregando por aí.
Em 2018 eu perdi a noção e cometi quase um crime pra minha saúde, eu andei tudo isso aí do print (PRINT AQUI, CLICA, A FOTO TA NO IMGUR) entregando currículos. Entreguei em tudo que foi loja até oficinas, que ali na Asa norte é lotado kkkkkkkkkk foram mais de 200 currículos nesse surto. Eu fiz isso em outubro, novembro e dezembro de 2018 e janeiro de 2019 1 vez no mês sempre começando do inicio da asa norte pq sempre tem umas lojas mais pra dentro do bairro e eu deixava elas pra depois, em janeiro, devo ter entregue uns 20 e só em loja pequena. Não consegui absolutamente nada, nem uma ligação só uma infecção urinária pq andei demais no sol mesmo tomando muita água, passei umas dores fortes e vim me contorcendo no ônibus.
Depois disso acordei pra vida e já comecei a ver que eu não era o problema, mesmo com muitas qualificações, só sem experiência, eu nunca consegui nem trabalho voluntário (sim, fui recusado em 3)
fui 1 ano ao psicólogo em 2016 e ela ja me alertava sobre isso, que eu estava me culpando demais sobre algo que não era culpa minha, era no mínimo culpa de JK kkkkkkkkkkkk mas eu ainda achava possível conseguir pelo menos vaga em algum fast food, sei lá (fui ingênuo)
Não moro exatamente no centro ali aonde o resto do Brasil conhece como Brasília e nós daqui chamamos de Plano Piloto, moro um pouco afastado e isso fode mais ainda qualquer oportunidade. Desde 2014 eu busco emprego, comecei com o jovem aprendiz que na época estava no auge mas o governo daqui direciona as vagas mais pra quem é adolescente de risco (pais viciado em drogas, na cadeia, pai/mãe violento) isso começou exatamente em 2014 e por isso geral estava sendo chamado pq geral aqui tem familiares nessas condições (sim, é uma cidade muito perigosa mesmo, um bairro tem guerra com outro e a galera de um bairro não pode ir no outro senão rola no mínimo uma surra) e eu não estou nesse grupo de risco, meu pai é funcionário publico mas num cargo baixo, não recebe 2000 por mês. Mas pro governo eu sou rico e isso já me foi dito até por uma assistente social de um programa de jovem aprendiz daqui, que por eu ser dependente do meu pai no imposto de renda até os 24 anos tudo do governo eu serei excluído. Esse provavelmente é um do motivos de nunca ter conseguido um jovem aprendiz. Mas já desencanei dessa, faço 24 anos em fevereiro de 2021, já era. Meu negócio agora é com vagas normais tipo mercado, farmácia, lojas... nunca consegui nada, eu desencanei do jovem aprendiz lá em 2017 quando comecei um curso na área de odontologia, esperando achar vagas mas não achei nada também, fui em 11 entrevistas em clinicas, em 1 sofri racismo de um paciente (era numa parte rica da cidade, o lago sul. Eu estava esperando na recepção e a moça achou que eu era faxineiro do local) e em outra o dentista riu na minha cara quando disse o nome de instrumental errado (EU TAVA NO 1º SEMESTRE PORRA) desencanei total dessa área quando fiz meus estágios obrigatórios e vi o quão podre é. enfim, Fui fazer TI - Desenvolvimento de Sistemas estou lá há mais de 1 ano e meio e nada de estágios os que aparecem dão pra quem mora perto da empresa pq gasta menos com passagem. Ainda estudo em EAD mas farei só esse esse semestre pra pegar o segundo certificado do 2º módulo, preciso dele para comprovar que posso atuar como Desenvolvedor de sites. Foi a matéria que mais gostei e pretendo focar nisso, fazer sites e vender.
Concluo que: O problema está realmente em Brasília e como ela funciona, nenhum dos meus irmãos conseguiram algo também e e isso lá em 2006/07/08 hoje eles nem moram mais aqui e não falta exemplos de pessoas que sofrem com a falta de oportunidades aqui, principalmente os da periféria de brasília que dependem de ônibus pra chegar no trabalho, esses quando não excluídos no processo por morar longe demais, demora no minimo 2 horas pra chegar no trabalho (e não Brasilia, praticamente não tem metrô)
Chegou o meu momento de sumir desse lugar pq senão vou ter 30 anos e morando com os pais, já comecei a vender tudo que tenho e não pretendo levar na mala, vendi casacos, calças que não servem mais, e tenho mais coisas a vender. Vou para São Paulo, só eu e minhas malas com o necessário para viver. Não tenho amigos, bichos, vínculos ou qualquer outra responsabilidade que me prenda em Brasília. também vou sem muito dinheiro, vou ver se consigo uma vaga em algum abrigo LGBT tipo o casa 1 por enquanto. Não conheço ninguém em SP só um amigo virtual que mora na Zona Leste mas ja vive de aluguel com pais. Eu vou, com medo claro, talvez eu sofra muito, passe fome, frio, durma na rua mas viver aqui não dá mais. sei que dias melhores virão.
submitted by BlurRex to desabafos [link] [comments]


2020.10.24 21:17 iceblood89 A ÚLTIMA RISADA

Olá agentes do FBI a ler(o resto n importa) hoje contarei minha história de babaca em que eu aprendi uma importante lição de vida de nome A ÚLTIMA RISADA Em um dia comum eu e mais dois amigos estávamos conversando e do nada uma menina que vou chamar de fabs que na época não era amiga nossa chega no meio do intervalo e me pede em namoro e eu como não sou bobo logo aceito. Daí em diante houve ela começou a nós acompanhar nos intervalos e até a sair com a gente,mas ela falava que não queria me beijar ainda pois queria me conhecer melhor ( e eu fiquei hhhhhuuuuummmm algo de errado n está certo,ela me pediu em namoro,mas fala q quer me conhecer melhor hum suspeito)mas aí de boa até duas semanas depois quando chega um cara no intervalo se dizendo ser o namorado dela e quando eu expliquei a minha perspectiva ele começou a rir da minha cara e me falou que nunca ouviu mentira pior e daí veio pra cima de mim eu consegui me esquivar dele e lhe dei um murro que ele foi parar no chão e disse: Eu:quem está rindo agora otario haha E daí eu tomo um tapa por trás da fabs e quando me virei para ela tomei uma rasteira do cara e cai no chão,meus amigos separaram a briga e ela me falou que só me usou para causar ciúmes no cara e nem o cara sabia Resultado:eu e o cara ficamos com cara de trouxa e a merdinha rindo.
E é isso >3
PS tô treinando a escrita de redação e a história é fake, tenham um bom dia
submitted by iceblood89 to TurmaTV [link] [comments]


2020.10.24 21:04 dinobikerider Como eu Posso Fazer o Controle de Investimentos em Planilha?

Contexto: eu tenho +- 20k divididos em renda fixa, dívida externa, CDB e LCI. Estou usando app do Banco do Brasil e ele me dá gráficos de evolução com porcentagem sobre ano e sobre o último mês.
Problema: eu to no modo "somente leitura" desses gráficos, e não consigo ver um histórico de evolução, nem uma previsão do que aconteceria se o mesmo ritmo (de crescimento ou encolhimento do investimento) continue sobre X meses. Eu faço isso com meus gastos fixos e variáveis, pra ter uma ideia de quanto dinheiro eu vou ter daqui a 2 anos, por exemplo. Mas pra investimentos, pergunto: qual a melhor forma de calcular (e exibir) isso numa planilha (Google)?
Eu já pesquisei o tema, aprendi sobre como juros compostos funcionam \sou de humanas haha])), inclusive aqui, e achei nomes como dlombello e Diemer. Mas eu acho que estão além do que eu preciso. Eu queria
  1. Entender como funciona a melhor formar de exibir, ler e planejar e
  2. Montar minha própria planilha, pra que fique enxuta
Exemplos de planilhas prontas são bem-vindas. Mas meu principal objetivo é ver histórico e conseguir fazer projeção, pra evitar de quebrar (tanto) a cara por ter as ferramentas e não usar.
submitted by dinobikerider to investimentos [link] [comments]


2020.10.24 01:57 ImmediateTrash4053 Vida depressiva

Tudo começou em 2015 com uma mentira espalhada pela minha ex e as amigas primeiro q eu era talarico e depois que eu era estuprador( mesmo sendo virgem eu era estuprador) tudo isso por causa do cara que queria fazer de tudo para que eu terminasse com ela pra ele pegar meu lugar... Infelizmente ela terminou comigo, mas as amigas e amigos dela nao desistiram, queriam fazer inferno e praticavam bullying como crianças com meus amigos, de caçoar a tentar empurrar de escadas. Eu tive depressão nessa época e não sabia, tudo era novo para mim, foi meu primeiro relacionamento de verdade e a primeira vez q fui chutado... Passaram se os anos e fui conhecendo outras pessoas, chego em 2017 e me deparo com uma menina que era perfeita aos meus olhos, ficamos até o início de 2020 juntos, terminamos por várias vezes e todas ela ficava com alguém, esse famoso tempo que se fala... No meio de 2018 eu perdi meu emprego e como morava com minha mãe eu ajudava na casa, ela cobrava dinheiro, fiquei desempregado e ela me expulsou! Com 600 reais, resto do acerto do último emprego eu aluguei uma mini kitnet, era um quarto com banheiro, e eu vivi sozinho lá, e minha namorada por ser mto oprimida em casa não saia para me ver mesmo eu sendo vizinho dela nesse momento, nessas idas e vindas passei por dias... Meses... Com fome, sede, melancólia... E tudo só ia piorando foram Natal, ano novo, festas que eu via da minha janela, sozinho com as luzes apagadas, todos vizinhos comemorando e eu sem ter nem o que comer no natal e ano novo... E sabe quando você acha que n tem como piorar? Mas piora... Arranjei um emprego ao mesmo tempo que entrei na faculdade, mas a mulher do RH me chamou pouco depois de 1 mês falando, Servente de pedreiro não tem que estudar, você escolhe um ou outro, pois eu tinha faltado um dia pra me inscrever no curso que tinha sede em outra cidade, mesmo com comprovantes que estava la me matriculando no curso que era EAD não teve jeito, ainda ouvi comentário dizendo, fulano estuda e n falta ( fulano estuda na mesma cidade pagando, eu passei por mérito no prouni em primeiro lugar no curso de Ciências Contábeis, mas era em outra cidade para me inscrever) Pois bem mudei de faculdade, fui para uma Federal, e acham que melhorou? Não... Não melhorou, eu estava ainda naquele lugar com cheiro de morte, e aonde tentei suicídio várias vezes, aonde dormi para não sofrer com a fome, e mesmo sem comer fiquei com 100 kg, por estar muito sedentário e comer raramente sem o metabolismo funcionar... Consegui que a faculdade me desse um lugar na casa sedida pelo governo, me mudei, fiz colegas, mas logo comecei a dividir quarto com um rapaz que fez todo inferno na minha vida neste início de quarentena, que achou que como não gostava de mim podia doar meu guarda roupa, meus tênis, tudo que tinha, pois não estava confortável comigo no quarto. Até hoje não resolvi isso, não consegui mudar de quarto nem de casa por falta de dinheiro. Começa a quarentena, meu pai pega Covid e morre. Meu pai que mesmo ficando brigado comigo as vezes era meu alicerce, minha força. Ele se foi, e eu percebi que realmente tudo está fadado ao pó, hoje me encontro sozinho novamente, sofrendo com a depressão e a solidão por não ter ninguém na minha vida. Ninguém pra me apoiar e nem pra conversar, coisa que sinto que preciso, tenho imensa dificuldade de conversar com as pessoas, estou com baixa auto estima por estar acima do peso, e já não sei mais o que fazer e pra onde seguir. Tudo sumiu novamente e eu estou cansado de começar do 0, sozinho, com dificuldades, com a dor, e todo resto. Cada um sente sua dor meus amigos, o que pode não ser tão pesado para você pode ser um fardo pesado para os outros. Eu perdi tudo na minha vida 3 vezes Além de coisas que não descrevi neste texto. Espero que todos tenham ótimos dias pela frente, o futuro não a nós pertence, nao podemos decidir o que acontecerá, mas tenho fé que tudo vai melhorar. Agradeço a quem ler, talvez entenda algo... Peço desculpas pelo textao Mas é isso!
submitted by ImmediateTrash4053 to desabafos [link] [comments]


2020.10.24 01:53 hackzin Possibilidade de PC gamer ser comprado mas vir junto um sentimento de inutilidade e de não ser capaz...

Sabe aquele sentimento de você não ser merecedor e capaz disso? Tenho 18 anos e sou estudante apenas que vai se formar esse ano, sempre fui aquele nerd na turma que tirava boas notas e ajudava geral nos trabalhos, mas né um dia a escola acaba, as responsabilidades chegam e aquele pensamento jogado da sociedade "qual profissão vc vai escolher?" e sinceramente não tenho a mínima ideia, há 2 anos estive tentando ganhar dinheiro online no "marketing digital" e nada nenhum centavo, isso foi muito frustrante sabe, pq vem aquela sensação da síndrome de impostor "não sou bom em nada então? mesmo depois de ser o melhor da turma?".
Fiquei mal por meses (05 à 08) esse ano por conta disso e minha família percebeu depois que DESTRUÍ todas as minhas anotações e estudos de livros e cursos que fiz de MKT, eles me reconfortaram dizendo que era só tentar novamente, porém não consigo não tenho mais aquele sentimento de capacidade. Ok fiquei neutro, dizendo que estava tentando novamente e eles sempre perguntando "o que você fez hoje? está fazendo oq?" e eu sempre dizia, uma coisa aí/tentando/nada de mais... Porém a verdade é que eu estava passando os dias só no quarto sem fazer nada com um sentimento depressivo de porque não morro logo, eu não sirvo pra nada mesmo. ... Os dias se passaram e surgiu a notícia de que meu padrasto vai ganhar uma grana alta pela venda de um terreno e minha mãe com o PIS para ganhar, nisso em um café da manhã ela me manda a ideia de comprar um computador melhor para fazer as minhas coisas e ganhar dinheiro online com isso, mas que coisas? Não tô fazendo nada já desisti disso, não consigo e eles pensam que eu tô tentando sendo que só estou com pensamentos suicidas, mas disse que sim para não desapontar eles e ainda descobrirem que estou mal novamente.
Só quero devolver para eles a grana e dizer que não dá mais, se eu comprar o PC por medo de desapontar, vou me sentir ainda mais inútil porque até a sociedade te cobra para ter uma profissão e ainda mais que dizer que faz algo online te chamam de desocupado.
Não sei mais o que estou sentindo ou o que fazer, tô com 18 anos na cara e toda essa insegurança e depressão, não sabendo até quem sou mais. ... Obrigado por ler até aqui.
submitted by hackzin to desabafos [link] [comments]


2020.10.23 22:50 HerbasComedunt Grupo inútil

Faço uma matéria na faculdade onde, basicamente, fazemos alguns trabalhos em grupo. Infelizmente, devido a pandemia e a minha falta de sociabilidade, só conheço duas pessoas que fazem essa matéria comigo, então formamos um trio para os trabalhos. O problema é que um deles nunca aparece e deixa tudo para última hora, e quando ele faz alguma coisa ele cisma de fazer cagada, e sobra pra quem arrumar? Pois é né... Já o outro até faz alguma coisa, mas ele não sabe fazer nada sozinho! Pô, tudo que o cara faz ele pede minha ajuda, como se eu tivesse tempo para fazer o meu trabalho e o dele, além de fazer tudo como se fosse um trabalhinho de escola. Enfim, a data de entrega do trabalho tá chegando, e não fizemos quase nada e, como sempre, quem vai ter que tomar as rédeas e fazer o trabalho pesado, sou eu...
Obrigado por ler!
submitted by HerbasComedunt to desabafos [link] [comments]


2020.10.23 16:43 Auxoiseaux A incursão dos manos

Recentemente, um amigo começou a trabalhar e lá começou a flertar com uma garota. Ok! Recentemente outro amigo meu começou a namorar. Ok! Ja faz um outro tempo que outro de meu amigo está com amizades coloridas. Ok!
Eu não tenho nada a ver com seus namoros, mas uma situação incomoda apareceu. E quero mandá-los à merda.
Todo ano, meus amigos e eu combinamos de sair em algum lugar pra se divertir, seja um evento de anime, seja um parque etc. Mas esse ano, por alguma razão 3 dos caras de um grupo de 5 homens simplesmente decidiram levar mulheres por que sim.
O pior é que o outro solitário e eu não queremos quebrar a tradição levando garotas. O outro cara (M) e eu (L) reclamamos. Então os outros três disseram que éramos inflexíveis e arrogantes. Vão levar suas minas e nosso role anual foi ferrado por cause de betagem.
Edit1: somos amigos de muito tempo, não queremos desfazer a amizade. Edit2: todas as garotas são desconhecidas dps membros, nunca as vimos antes. Edit3: nosso passeio é uma tradição entre nós e queremos segui-lá como fazemos todos os anos.
Se alguem tiver algum conselho pra que eu possa convencê-los de não lvar as minas por favor, pode me passar?
Se alguem tiver um ponto de vista diferente ficarei honrado em ler.
E se alguem tiver em situação parecida me diga o que pensa. Obrigado pela leitura.
submitted by Auxoiseaux to desabafos [link] [comments]